Tribal Fusion

Tribal Fusion

1185793_326870737456713_1993528443_n

 

O estilo de dança que hoje é conhecido como Fusão Tribal (originado od inglês Tribal Fusion) surgiu como derivação do American Tribal Style (ATS), nome dado à dança criada por Carolena Nericcio. O ATS é a fusão com forte base na Dança do Ventre, agregando elementos do flamenco e da dança indiana, caracterização visual étnica e improvisação coordenada para dança em grupo.

O ATS é formado por uma gama de movimentos-padrão, que são combos executados através de sinais “chave” pré-determinados. Desta forma, as bailarinas conseguem executar uma sequência coreográfica com movimentação de palco rica e dinâmica, mesmo que nunca tenham ensaiado ou dançado juntas.

O ATS, criado nos EUA aproximadamente na década de 50, é amplamente praticado até hoje, mas sofreu alterações. A ele foram agregados elementos contemporâneos, tais como a dança contemporânea e o popping, e por isso foi deixando de ser improvisado. Assim nasceu a Fusão Tribal, que permite que sejam trazidos vários elementos de uma diversidade enorme de práticas (sejam elas de dança, artes marciais ou yoga).

A Fusão Tribal mostra mais do que uma dança: é um estilo de vida. Exótico, permite que a bailarina traga para a dança práticas e filosofias de seu cotidiano. “O Fusion consiste em manter a proposta original de postura do ATS, porém, como o nome sugere, incluindo outras danças, estilos musicais, comportamentais e figurinos à interpretação da bailarina. As bailarinas de Tribal fusion mais famosas são Rachel Brice, Ariellah Aflalo, Sharon Kihara, Mardi Love, Zoe Jakes, Mira Bertz, Kami Liddle, entre outras.” (trecho tirado do site http://www.dancatribal.com.br/)

Assista a um vídeo de nossas alunas:

Improvisação das professoras Cinthia Haeser e Adira

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.