Material de Estudo Dança Cigana

Um pouco sobre o povo cigano por Teresa Cristina

O povo cigano, misterioso e intrigante, compõe uma etnia, isto é, apesar de não ter uma pátria, possui uma unidade lingüística, o romanê (romani ou romanês). Se estrutura em clãs, possui uma bandeira, um hino e uma santa protetora (Sara Kali, que converteu os ciganos ao Cristianismo).

another_romani_flag_by_siriusjoker-d53ftz5

Principais grupos:

a) Rom (Matchuaia, Kalderash e outros): Iuguslávia, Hungria, Romênia, Turquia, Grécia.

b) Sinti (Sintó) ou Manouche: França, Itália, Alemanha.

c) Kalon ou ciganos ibéricos: Portugal e Espanha.

1264529455Thar_desert_gypsie_kalbelia_dancer_2

            Os ciganos começaram a imigrar da Índia por volta do século 16 a.C, passaram pelo Egito, Grécia, Irã, Romênia e Ásia Ocidental e,  alguns séculos depois, já podiam ser encontrados por toda a Europa.

            Foram perseguidos, excomungados, tachados de bruxos e odiados pela sociedade que não conseguia submetê-los.

       kelderasha_man_08

Ciganos no Brasil

            Vieram para o Brasil por volta do século XVII. Estima-se que sejam 150 mil ciganos no país. Dizemos que são nômades, por serem os mais perceptíveis, entretanto se considerarmos os criptociganos (ocultos, não assumidos), esse número possivelmente triplicaria.

 7d48040fd67634675dbaed1fdef6da35

            “Por resistência das próprias comunidades e por falta de políticas públicas, a identidade cultural das populações ciganas sofre com o preconceito, a desinformação e até o risco de extinção.”

                        (Por: Natália Viana – Revista do Brasil, Edição 36)

           Dança cigana

            “A dança para os ciganos é uma forma de liberar as emoções interiores, de dar vazão os sentimentos e íntimas necessidades através de movimentos corporais. Ou porque está feliz e quer festejar, brincar e se divertir, ou porque está querendo agradar e agradecer os deuses. (…) Os ciganos dançam nas festas, a dança é livre, sem regras. Cada um se diverte como quer, nunca se esquecendo o recato, os limites entre homens e mulheres.”                                                                                                                                                                                               (www.espiritogitano.net)

ciganos

            É uma dança-caráter,  pois assume as características dos locais por onde os ciganos passaram. Por serem nômades, foram incorporando à sua dança elementos e influência de diversas culturas. Assimilavam a forma tradicional do local tornando a dança uma união de povos de muitas nações: espanhóis, hindus, árabes, russos, gregos, turcos etc.

            Essa mistura cultural se mostra também nos ritmos musicais e nos diversos elementos (objetos) incorporados à dança cigana. Podemos citar alguns: lenços, véus, xales, echarpes, leques, pandeiros, flores, tachos, cestos, tochas, snujs, castanholas, fitas, colheres.

            Dizem que não existe uma dança cigana, mas sim um jeito cigano de dançar. Ela desperta força, alegria e poder. Por isso não espere semelhanças quando assistirem a danças de diferentes clãs, pois uma dança pode ser completamente diferente da outra.

danc3a7a-cigana-sbc-8

Para saber mais sobre os ciganos:

Sites:

www.espiritogitano.net

www.embaixadacigana.com.br

Livros:

Palavra Cigana – Florência Ferrari

Kherutni XabeCulinária tradicional cigana – Ingrid Ramanush

Atrás do Muro Invisível – Crenças , Tradições e Ativismo Cigano – Nicolas Ramanush.

 

Poesia Cigana

 

Se teus olhos brilham

Se teu coração ama

Se teus lábios cantam

Se o teu corpo dança

Se tens amor e alegria pela vida

E guarda tua liberdade como um bem maior deste mundo

Sorria para ti mesmo

Pois tua alma é digna

Venha dançar conosco

(Quahira)